terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Pele

A criação do mundo (pormenor), Michelangelo


Doce.
Salgada.
Suave.
Calejada.
Lisa.
Enrugada.
Clara.
Escura.
Perfeita.
Com cicatrizes.
Com os poros abertos.
Luminosa.
Baça.
Nova.
Velha.
Rede infinita em percursos circulares.
Manto efémero da alma.

Chave de Eros.


24.02.09
Susana Soares

2 comentários:

Cristina Tomé disse...

Pele...olhos... odor... sabor... som... sintonia perfeita de onde emana a vida... clara evidência à espera de penetrar no corpo e na alma...pormenor que encaixa em cada poro...
Pele... interstício.
Olhos... espelho.
Odor... inebriaga.
Sabor... prazer.
Som... adormece.

Muito bom!
jinhos

Lu disse...

As palavras que espelham o êxtase da perfeição...
As palavras que se espera estarem sempre presentes em qualquer pedacinho do mundo que se criou... A beleza das palavras que o traduzem...

Um abraço amigo

Luciana