sábado, 19 de abril de 2008

Luz negra

"Mulher sentada a um espelho", de Kirchner


Falta menos de uma hora. Está quase.
Calma, Camila, calma!
Não te serve de nada entrar em pânico. Não te vais esquecer de nada. Lembra-te do que ele te disse. Respira fundo, conta até dez, conta até vinte, conta até te fartares de contar. Olha para o espelho e vamos, mão firme, não podes falhar o risco, não borres a pintura, não há tempo para recomeçar. Uma vez só. Mão segura, anda, aqui não há luxos, és tu que te maquilhas.

Estás velha, Camila, velha e gasta. E não saíste da cepa torta. Que miséria de vida! Saudade do cheiro da terra quente com chuva, de rebolar na relva, de enterrar os pés na areia. Saudades de sentir os olhos a seguir-te quando passavas. Saudades de te sentires bonita. Desejável. Desejada.
Então, Camila, segura as lágrimas, estás parva ou quê? Mão firme, Camila, pinta-te, vá, esquece isso, arruma as ideias, pousa-as em cima da mesa, pendura-as no cabide, guarda-as na gaveta, dobra-as ao pé da roupa e dos sapatos, faz o que quiseres mas livra-te de continuar a pensar nisso. As falas, Camila, não te esqueças das falas. E se te esqueceres não dês parte de fraca, Camila, respira fundo, mexe nos objectos de cena e retoma o discurso.

Credo, este vestido está cada vez mais coçado. Não sei se chega ao final da temporada. Tem de chegar, dê lá por onde der. Tem de chegar. Têm de chegar. O vestido e tu.
Anda, Camila, sai da frente do espelho, já chega! (Até nem ficou mal. Pelo menos, melhor que ontem. Já não é mau.) Costas direitas, Camila, vá. Está quase. Esquece tudo. Esquece a desilusão. Esquece o medo. Esquece a noite. Esquece as rugas. Esquece as mágoas. Esquece a solidão. Esquece que existes. Sobretudo isso. Esquece-te de ti.
E vai.
É agora. Não olhes para trás.

Merda.





Susana Soares
19.04.08


5 comentários:

MสЯ†iиhส ♥ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rita Oliveira disse...

Velha? “velhos são os trapos” ou então quem o decide ser.
Ouço risos que não são os meus!
Mas só ouvirei a voz que quero! E bem cá dentro está a minha!
Só ouvirei o que quero!
E que os meus sonhos fiquem no ar que respiro!
Fecharei os olhos ao que reflecte o espelho! Deixarei de ser imagem de outra imagem!
Deixarei de vestir o que não conheço, porque tenho o poder de ser eu, e o meu “EU” é poderoso!
As vozes vão-se tornando baças, e eu correrei!
Correrei apertando a chave da gaveta que me guarda as ideias bem guardadas!
Correr, sorrir...
Irei acordar...
Antes que as luzes se apaguem, antes que as cortinas se fechem... e não haja aplausos.!


Beijo Grande

Rita

MสЯ†iиhส ♥ disse...

Gostei da imagem.
O texto está mesmo estrondoso...
Não sei que dizer... :X
Mas:

Há permanentemente pessoas a fazerem-se de co-piloto na nossa vida.
Odeio quando dizem do género: "Calma, Camila, calma!" porque as pessoas estão mais impaciente que nós. Gostei da Calma, Camila, calma, por causa da repetição das letras e sons.
Existem co-pilotos que são mais derrotistas que nós e não é agradável passar o dia e vida a ouvir essas pessoas, porque nos tornamos tão pessimistas como os nossos co-pilotos.

"Velha e gasta" palavras que a minha avo diz e a minha mãe também, repetidamente.
Não entendo, tento entender mas não entendo.
Não entendo porque sou demasiado teimosa para achar a idade delas demasiado bonita.
Teimosa por achar que as rugas dão um ar simpático as pessoas.
E teimosa por achar que velhos e gastos são os trapos e farrapos.

Saudades do cheiro da terra quente com a chuva, do rebolar na relva, do enterrar os pés na areia e de sentir os olhos a seguir alguém quando passa, de se sentir bonita, desejável e desejada... não é com a "idade" que passa... com a "idade" aumenta...
Essas saudades são tão comuns, somos portugueses. Os portugueses são dos povos mais saudosos de todos.

Arrumar as ideias, pousa-las em cima da mesa, pendura-las no cabide, guarda-las na gaveta, dobra-las ao pé da roupa e dos sapatos não faz com que desapareçam... mas era tão bom que assim fosse, óh mas também seria fácil de mais viver. Afinal, não se vive sobrevive.
A vida é grátis, nos trás coisas reles e coisas boas…
Pessoas pessimistas atraem coisas negativas, pessoas optimistas atraem coisas positivas.

“Está quase. Esquece tudo. Esquece a desilusão. Esquece o medo. Esquece a noite. Esquece as rugas. Esquece as mágoas. Esquece a solidão. Esquece que existes. Sobretudo isso. Esquece-te de ti.
E vai.
É agora. Não olhes para trás.”



Beijinhos doces,
(nitidamente a aguardar outro beijo, estou a brincar :D)
Marta

p.s: lembrei-me de outra musica :D, Ornatos Violeta - Dia Mau, rock alternativo, não sei se conhece… mas eles são grandes :P

Nós disse...

Gostámos muito, foi extremamente interessante!...


beijinhos


Maria João,Catarina, Mariana, Glendha, Maria Carolina

MartaB. disse...

não sei dizer mais. brutalmente Intenso!
adorei =D